Economizar na impressão

  • Dicas para economizar na impressão

O meio ambiente sofre com problemas ambientais desenvolvidos, principalmente, devido à ação humana.

As temperaturas cada vez mais altas e os invernos cada vez mais brandos são a prova de que o aquecimento global está acontecendo e é preciso tomar uma atitude em relação a isso. No entanto, seguimos presenciando cenas de queimadas em florestas, desmatamento, automóveis soltando gases poluentes e fábricas contaminando o ar. A emissão de carbono é o principal fator que causa danos na camada de ozônio e deixa o planeta, a cada dia, mais exposto aos raios solares.

As toneladas de lixo produzidas diariamente também têm responsabilidade dentro desse cenário. Produzimos tanto lixo que não sabemos mais onde colocá-lo. Os aterros sanitários contaminam os lençóis freáticos, e assim estragamos o nosso bem mais precioso e necessário para viver: a água.

Os problemas ambientais deterioram a natureza e geram más condições de vida aos humanos, plantas e animais. Como responsáveis pela grande parte da emissão de gases e da produção de lixo do mundo, devemos nos focar em maneiras de ajudar o planeta em nossas atividades cotidianas. Uma delas é a impressão. Economizar na impressão, além de poupar dinheiro, oferece uma solução sustentável para o processo.

  • Economizando na impressão:

Além de adquirir uma impressora de uma marca com responsabilidade ambiental, podemos realizar algumas mudanças de hábito ao imprimir em casa ou no ambiente de trabalho. Pessoas que utilizam bastantes impressoras nem sempre se dão conta dos efeitos ambientais que podem estar causando.

O primeiro passo para evitar desperdício é tentar otimizar a impressão. Saber como a impressora opera e onde se encontra a entrada de papel é uma forma de obter uma impressão de alta qualidade. O desperdício de papel produz impactos ambientais assim como a emissão de carbono. Posicionar o papel de forma correta evita que a impressão seja danificada e otimiza o trabalho da máquina.

Considerando uma árvore da espécie eucalipto – que é a mais utilizada no Brasil para esse fim – e que o papel utilizado seja do tamanho A4 com gramatura de 75g/m²; são necessários 7% de uma árvore para fazer uma resma com 500 folhas de papel, ou seja, para criar 15 resmas de papel é necessária uma árvore inteira!

Além disso, a despesa gerada pelo uso de papel também pode ser enorme: uma caixa com 5.000 folhas de papel – considerando 10 resmas de 500 unidades cada –  custa aproximadamente R$ 140,00. Em uma empresa de porte médio podem ser utilizadas aproximadamente 10 resmas de 500 unidades por semana, somando R$ 560,00 em 01 mês e totalizando o valor de R$ 6.720,00 em 01 ano. Muito, não é mesmo?!

Felizmente nos dias de hoje existem papéis reciclados e impressoras que proporcionam uma economia maior de papel, como por exemplo, as multifuncionais com duplex que imprimem frente e verso. Alguns equipamentos, além de imprimir nas duas faces do papel, enviam fax e digitalizam de ambos os lados, ajudando a economizar e a favorecer a prática sustentável.

  • Imprima somente o necessário! Siga algumas dicas:

Seja econômico: alguns documentos precisam de cópia física, tais como comprovantes de pagamentos ou contratos, mas se o restante dos dados você puder armazenar em um computador, pen drive ou hd externo, melhor!

Margens: quanto menor a margem, mais você economiza! A margem de 2,5 x 3cm sendo alterada para 1,27 x 1,27cm permite que mais caracteres sejam utilizados por folha, diminuindo a necessidade de mais papéis;

Impressão frente e verso: pode diminuir em até 50% o gasto com papel!
A maioria das impressoras/multifuncionais possui o duplex, que é o responsável por imprimir um conteúdo na frente e no verso do papel, reduzindo pela metade as despesas!
Lembrem-se, ao comprar a impressora, você deve observar se ela possui ou não a opção de impressão duplex, pois nem todos os equipamentos acompanham esse recurso;

Fontes utilizadas: a diferenciação das fontes (e tamanho das mesmas) ao longo do texto faz toda a diferença;

Espaçamento: de acordo com as normas ABNT, o espaçamento padrão a ser utilizado é de 1,5 cm em trabalhos universitários. Porém, sempre que puder, utilize um espaçamento menor para economizar papel com caracteres menores;

Folhas recicladas: o papel reciclado diminui o desmatamento de árvores novas e ajuda a contribuir para a conquista de um meio-ambiente mais saudável!

CompartilharShare on Facebook0Tweet about this on TwitterShare on Google+0Email this to someone